"São Jorge" representa Portugal nos Óscares e nos Goya 2018

Estreado nos cinemas portugueses em Março passado, "São Jorge" conta a história de Jorge, um pugilista, desempregado, que aceita trabalhar numa empresa de cobranças difíceis para pagar as suas próprias dívidas e para tentar que a mulher e o filho não emigrem.

O filme é a terceira longa-metragem do realizador Marco Martins depois de "Alice" (2005) e de "Como Desenhar Um Círculo Perfeito" (2009).

O filme conta com actores profissionais como Nuno Lopes, José Raposo, Mariana Nunes, Gonçalo Waddington e Beatriz Batarda, mas também não-actores, a quem é dada voz para falar sobre crise, desemprego e falta de dinheiro.

"São Jorge" foi agora escolhido pela Academia Portuguesa das Artes e Ciências Cinematográficas para representar Portugal na categoria de Melhor Filme Estrangeiro, nos Óscares da Academia Americana de Cinema, e na categoria de melhor filme ibero-americano, nos Prémios Goya, da Academia Espanhola.

A 90ª Gala de entrega dos Óscares está agendada para o dia 4 de março, em Los Angeles, na Califórnia, enquanto a 32ª Edição dos Prémios Goya se realiza cerca de um mês antes, no dia 3 de fevereiro, em Madrid. Nessa altura, cada filme terá de começar uma corrida pelos votos, para conseguir um dos cinco assentos na cerimónia.

No ano passado, o candidato de Portugal a uma nomeação para ambos os prémios foi "Cartas da Guerra", de Ivo M. Ferreira.

Artigos relacionados