PewDiePie usa palavra racista durante live de Battlegrounds e causa polêmica

PewDiePie usa palavra racista durante live de Battlegrounds e causa polêmica

O youtuber PewDiePie, que conta com o maior número de inscritos em um canal do YouTube no mundo e é a pessoa que mais fatura com a plataforma, se envolveu em uma nova polêmica e recebeu fortes críticas após fazer comentário racista durante uma 'live' realizada no domingo.

Durante um livestream, Felix Kjellberg terá proferido algumas palavras racistas durante um encontro de PlayerUnknown's Battlegrounds, tendo imediatamente pedido desculpa pelos seus comentários. Ele voltou a falar tempo depois, talvez por ter percebido o erro, e disse que "não tinha dito o termo em um sentido ruim". Nos países de língua inglesa a palavra é considerada extremamente racista.

O xingamento inapropriado de PewDiePie deixou o criador do game Firewatch, Sean Vanaman, furioso. Ele usou o Twitter para acionar uma lei digital de direitos autorais, a DMCA (Digital Millennium Copyright Act), para que qualquer vídeo do seu game feito por Kjellberg sejam retirados do ar. Desta vez, quem aponta o dedo ao youtuber é a Campo Santo, produtora que criou Firewatch.

No ano passado, o youtuber recebeu 15 milhões de dólares (cerca de R$ 46,3 milhões) no YouTube, já que ele recebe bilhões de visualizações por mês, o que gera considerável quantia oriunda de publicidade.

Artigos relacionados