Não sou pré-candidato a presidente da República, diz Meirelles no Twitter

Não sou pré-candidato a presidente da República, diz Meirelles no Twitter

Após almoço de deputados federais do partido com o ministro em Brasília, o líder da bancada, Marcos Montes (PSD-MG), afirmou que o convite foi feito e que Meirelles teria "respondido com um sorriso".

Para o líder, o nome do ministro "cai como uma luva" para a candidatura do PSD à Presidência em 2018. Além dos deputados e senadores do partido, o encontro deve contar ainda com a presença do ministro Gilberto Kassab (Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações), presidente licenciado da sigla.

Mas o Meirelles como comandante da economia consegue se deslocar dessas candidaturas que já estão sendo apresentadas.

"Ele começa a se descolar como um candidato que tem afinidade com o mercado e com a sociedade".

"Meirelles recebe sempre com entusiasmo". "Pedimos para ele autorização para falar de política em nome dele".

"Recebe sempre com entusiasmo, recebe como integrante do partido, com o espírito de brasileiro que tem". Montes também lembrou que a decisão ainda passará pela presidência do partido, ao qual Meirelles já é filiado. "Se por ventura vier a ser chamado, ele não disse claramente, mas temos convicção que atenderá ao chamado da sociedade", disse o deputado. Segundo ele, o ministro foi, de fato, chamado pela bancada a ser candidato. "Ele não disse 'estou disposto', mas um sorriso, lá em Minas Gerais, nós achamos que vale mais que duas palavras", disse.

"Quem está comandando essa retomada do crescimento (da economia) é um homem do PSD, que tem todos os predicados e todas as prerrogativas de quem sabe ser um futuro presidente do país", afirmou. "Seguirei debatendo a política econômica com todos os parlamentares", afirmou.

Artigos relacionados