McLaren e Honda chegam a acordo para terminar parceria

McLaren e Honda chegam a acordo para terminar parceria

Uma operação complexa, já que na equação estará também a Honda e a McLaren.

A Fórmula 1 vai apresentar algumas mudanças ainda durante esta temporada.

O negócio teria envolvido ainda a negociação da ida de Carlos Sainz da Toro Rosso para a Renault.

Com o novo acordo entre McLaren e Renault, a expectativa é que nos próximos dias, Fernando Alonso possa confirmar a prorrogação de seu contrato com o time de Woking, já que boatos davam conta que o espanhol teria condicionado a sua permanência na equipe inglesa ao fim da parceria com a Honda. O espanhol há tempos negociava com os franceses, mas tinha dificuldades em conseguir sua liberação dentro do programa de jovens pilotos da Red Bull. O site Autosport publicou recentemente que Sainz poderia estrear na Renault, no lugar de Jolyon Palmer, já no GP da Malásia, que será realizado duas semanas depois da etapa deste final de semana, em Cingapura.

Desta forma, é bem provável que a empresa japonesa passe a fornecer os motores para a Toro Rosso a partir de 2018, de acordo com o jornal, enquanto a Renault ficaria responsável por gerir os carros da McLaren. A troca deixaria um espaço vago na Toro Rosso, abrindo caminho para a Honda introduzir o japonês Nobuharo Matsushita, de 23 anos, na maior categoria do automobilismo – atualmente ele corre na F2.

Artigos relacionados