Jesus admite Piccini em dúvida

Jesus admite Piccini em dúvida

Olhamos para o Olympiacos como olhamos para a Juve e contra o Barcelona.

Referenciado, mais uma vez, que se o Sporting "quer estar entre os melhores tem que ter capacidade para jogar contra eles", Jesus aponta ao triunfo na primeira jornada da prova milionária. Na Champions não há favoritismos.

Quanto ao adversário de terça-feira, Jesus considerou o Olympiacos como um conjunto forte no plano ofensivo, destacando a criatividade de jogadores como Fortounis, Sebá, Marin e Carcela. Também não vou encarar no Sporting-Barcelona que o Barcelona seja favorito. Seja com quem for, nós acreditamos que podemos vencer o jogo. O favoritismo vê-se dentro do campo.

O ambiente no Estádio Karaiskakis tem fama de ser "infernal". "Queremos dar o pontapé de saída, na Grécia, com uma vitória".

Conhecido, também, por ter adeptos fervorosos, o ambiente do Skoda Xanthi Arena não intimida Jorge Jesus: "O ambiente pode ter alguma influência em termos de motivação para a equipa da casa mas pode também influenciar os jogadores do Sporting, por que eles também estão habituados a jogar em ambientes com paixão". O determinante é a qualidade das equipas e dos jogadores do Sporting, na qual confiamos muito. Estamos na expectativa. O Piccini lesionou-se no último jogo e portanto até amanhã não temos a certeza absoluta se ele pode jogar. "Estamos na expetativa. Mas temos alternativas a ele, o Battaglia fez essa posição com qualidade em Santa Maria da Feira, como temos a possibilidade do Ristovski", referiu o técnico, mostrando-se assim tranquilo quanto às soluções para o corredor direito da defesa. Tenho duas hipóteses, jogar de início ou ir para o banco e ser alternativa.

O Sporting defronta o Olympiacos na terça-feira, pelas 19h45, no Estádio Karaiskakis, em Atenas.

Artigos relacionados