IBGE: Safra de grãos aponta alta de 30,4% para agosto

IBGE: Safra de grãos aponta alta de 30,4% para agosto

"Entre os três setores com avanço nas vendas, o destaque foi Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo, com variação de 0,7% entre junho e julho de 2017, seguido por Tecidos, vestuário e calçados (0,3%); e Equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (4,4%)".

A previsão para a safra de grãos (#cereais, leguminosas e oleaginosas) foi de 240,9 milhões de toneladas, segundo um relatório divulgado nesta terça-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em agosto, destacaram-se a produção do feijão 3ª safra (que cresceu 5,4% ante julho), café canephora (3,9%), cebola (1,1%) e café arábica (0,4%).

O resultado na margem do setor foi puxado pela retração nas vendas de combustíveis e lubrificantes, atividade que apresentou queda de 1,6% nas negociações. Os resultados em receita nominal de vendas não diferem significativamente, como se vê no quadro abaixo, exceto no acumulado do ano e de 12 meses. "Ela compensa a queda das vendas de outras atividades no mês", disse Isabella.

Segundo Isabella Nunes, gerente da pesquisa, o crescimento da massa salarial da população e a queda dos preços dos alimentos são fatores por trás do aumento das vendas do setor em julho, além da liberação de recursos do FGTS em meses anteriores, o que pode ter produzido uma folga no orçamento das famílias para consumir mais. No varejo ampliado, o índice de média móvel trimestral das vendas aumentou 0,8% em julho. Na comparação com julho do ano passado, o varejo ampliado registrou crescimento de 5,7%, a maior taxa nesse tipo de comparação desde fevereiro de 2014 (+8,3%). De acordo com Isabella, o mês de julho veio com um ritmo mais forte que o segundo trimestre.

Artigos relacionados