Fed mantém juros e confirma redução de balanço patrimonial em outubro

Fed mantém juros e confirma redução de balanço patrimonial em outubro

Nesta semana, também está no radar do mercado a reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) na próxima quarta-feira.

Os investidores esperam que o banco central norte-americano dê sinais sobre quando começará a reduzir seu balanço patrimonial de US$ 4,2 trilhões em Treasuries e títulos lastreados em hipotecas, bem como sobre o momento em que elevará de novo a taxa de juros. Essas reduções significam um ligeiro endurecimento da política monetária. Segundo estimativa, a probabilidade de manutenção era de 99,4%, enquanto a de alta de 0,25 ponto percentual era de apenas 0,6%.

Para 2017 o Fed prevê uma inflação de 1,6%.

O Fed considera fazer um novo aumento da taxa de juros de 0,25 pontos percentuais em dezembro e outros três em 2018.

A manutenção ocorre em meio a um cenário de inflação pouco pressionada.

Quanto à inflação, prevê-se que possa subir provisoriamente devido ao aumento dos preços dos combustíveis causado pelo impacto dos furacões nas regiões do sul do país, onde operam numerosas refinarias, mas permaneça fraca, continuando a Fed a "observá-la de perto".

Os dados de mercado de trabalho também não estão sólidos o suficiente.

Ao final, o S&P ficou alta de 0,06% aos 2.508; o Dow Jones ficou em alta de 0,19%; e o Nasdaq em queda de 0,08% aos 6.456.

Por outro lado, a atividade econômica americana segue crescendo mais rápido que o esperado.

O crescimento no último trimestre foi o mais forte desde o primeiro trimestre de 2015 e seguiu-se a um ritmo de 1,2% no período de janeiro a março.

O Fed também elevou sua previsão de crescimento do PIB para 2017 e o estabeleceu em 2,4% contra 2,2% calculado em junho.

O Fed também não alterou a taxa de juros, mantida entre 1% e 1,25%, disse o comunicado do FOMC; o comitê de política monetária da Fed.

Os investidores buscam pistas sobre nova elevação dos juros em dezembro que, se confirmada, será a terceira neste ano.

Artigos relacionados