Dez polícias feridos em confrontos com manifestantes em Saint Louis

Dez polícias feridos em confrontos com manifestantes em Saint Louis

O protesto chegou até a casa da prefeita de St. Louis, a democrata Lyda Krewson, onde os manifestantes quebraram uma janela e jogaram tinta antes de serem dispersos pela polícia.

De acordo com a polícia, pelo menos 23 pessoas foram detidas após confrontos que tiveram início na noite de sexta (15).

A polícia antimotim disparou granadas de gás lacrimógeneo para dispersar o grupo.

A polícia de St. Louis, no estado do Missouri, nos Estados Unidos, informou que dois de seus agentes ficaram feridos, neste sábado, 16, durante protesto pela absolvição, ontem, do ex-policial Jason Stockley, que em 2011 matou um jovem negro chamado Anthony Lamar Smith.

Em 2011, o rapaz foi baleado durante uma perseguição policial e não resistiu aos ferimentos.

O objeto, entretanto, não aparece em imagens gravadas por testemunhas e por uma câmera instalada no carro do policial.

Para o juiz Timothy Wilson, a acusação apenas mostrou uma "dúvida razoável".

Após a decisão, cerca de 600 pessoas marcharam do centro da cidade ao tribunal.

"Fomos informados pelo Departamento de Polícia de St. Louis que não estão à disposição para dar a proteção habitual a nosso público, como seria esperado em um evento desta magnitude", disseram.

Artigos relacionados