Coreia do Norte lança míssil que terá sobrevoado ilha japonesa de Hokkaido

Coreia do Norte lança míssil que terá sobrevoado ilha japonesa de Hokkaido

Militares sul-coreanos e dos EUA estão analisando detalhes do lançamento, o 15º do tipo este ano e o primeiro após o teste nuclear no início deste mês.

Arquivo/KCNA/Divulgação/Agência Central de Notícias da Coreia do Norte/Agência LusaA Coreia do Norte lançou nesta quinta-feira (14) mais um míssil balístico não identificado que sobrevoou o território japonês. Segundo o governo japonês, o míssil chegou a sobrevoar o norte do Japão, levando o país a entrar em alerta vermelho. O míssil caiu no Oceano Pacífico, a cerca de 2.000 km do Japão.

"O pronunciamento da Coreia do Norte é extremamente provocativo".

O presidente dos EUA, Donald Trump, foi informado do lançamento norte-coreano pelo chefe do gabinete, John Kelly, informou a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders.

Segunda-feira, os membros do Conselho de Segurança da ONU aprovaram uma resolução dos EUA - para condenar os testes nucleares da Coreia do Norte e o teste da bomba de hidrogénio - que inclui sanções como a suspensão das importações de têxteis e restrições às exportações de produtos petrolíferos.

Em Seul, o Ministério da Unificação alegou que se trata da "resposta mais moderada [de Pyongyang] a uma resolução do Conselho de Segurança da ONU".

O novo projétil cruzou o espaço aéreo japonês sobrevoando a ilha de Hokkaido, às 7h06m de sexta-feira no horário local.

A Coreia do Norte acusou o órgão da ONU de se ter convertido numa "ferramenta do mal" que serve os Estados Unidos, defendendo que em vez de garantir a paz e a segurança "destrói-a sem piedade": "O Conselho de Segurança da ONU é composto por países sem princípios e, por conseguinte, tal ferramenta inútil deve ser dissolvida de imediato", de acordo com a KCNA.

"O Comando americano do Pacífico determinou que este míssil balístico não representou uma ameaça para Guam", acrescentou o Pentágono.

Depois de testar dois mísseis intercontinentais em julho, a Coreia do Norte realizou em 3 de setembro o sexto teste nuclear, o mais importante até o momento.

Artigos relacionados