Bombeiros combatem incêndio florestal na Madeira

Bombeiros combatem incêndio florestal na Madeira

O Serviço Regional de Proteção Civil da Madeira (SRPC) está a solicitar meios de combate a incêndios para o fogo que está ativo há mais de 15 horas na zona da tabua, Calheta e Paul da Serra, mas está a receber nota negativa das corporações de bombeiros.

Segundo a mesma fonte, "o incêndio é florestal e não ameaça casas", estando envolvidos esta noite (00:30) no combate ao fogo meios das corporações da Ribeira Brava, Calheta, Voluntários Madeirenses e Sapadores do Funchal, num total de mais de uma dezena de viaturas e cerca de 30 bombeiros.

Este fogo, que já foi dado como dominado, teve origem na madrugada de quarta-feira na Ribeira da Tabua.

Fogo voltou à Serra de Água
Apesar de controlado as chamas andaram junto às casas.22 bombeiros de sete corporações combateram o fogo

No local estão ainda elementos do Serviço Regional de Protecção Civil através do porto de comando operacional.

José Dias adiantou existir "um foco de incêndio que é inacessível na Serra de Água e um pequeno foco de incêndio na Tabua que também está a ser tratado", sublinhando "esperar ter todos os focos dominados e extintos" ainda no dia de hoje, dependendo das condições atmosféricas.

Artigos relacionados