Alta do PIB de 2017 sobe de 0,39% para 0,50%, aponta Focus

Alta do PIB de 2017 sobe de 0,39% para 0,50%, aponta Focus

Na estimativa mais recente do BC, atualizada no último Relatório Trimestral de Inflação (RTI), o saldo positivo de 2017 ficará em US$ 54,00 bilhões.

Para o grupo Top 5 (os cinco analistas que mais acertam em suas previsões), a mediana dos indicadores de inflação foi revisada de 0,44% para 0,36% (agosto), de 0,32% para 0,24% (setembro) e de 3,45% para 3,31% (2017), no curto prazo.

Na última sexta-feira (dia 1º), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que o PIB cresceu 0,2% no segundo trimestre do ano, ante o primeiro trimestre.

No que se refere ao Brasil, os dados indicaram que houve expansão de 0,2% na comparação com o primeiro trimestre de 2017 e de 0,3% com o segundo trimestre de 2016.

Já a projeção para o indicador que mede a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB para 2017 foi de 51,95% para 52,00%. Para 2018, a projeção também foi reajustada, de 55,60% para 55,65%. A projeção para o dólar passou de R$ 3,23 para R$ 3,20 no fim deste ano e R$ 3,38 para R$ 3,35 para o final de 2018. A expectativas das instituições financeiras é que a Selic seja reduzida nesta reunião em 1 ponto percentual para 8,25% ao ano. Há um mês, estava em 3,45%.

Na prática, as projeções de mercado indicam que a expectativa é de que a inflação fique abaixo do centro da meta, de 4,5%, em 2017 e 2018. A projeção para o índice de 2018 foi de 4,20% para 4,18%, ante 4,20% de quatro semanas atrás.

Câmbio. O relatório também mostrou que a projeção para a cotação da moeda americana no fim de 2017 foi de R$ 3,23 para R$ 3,20.

Já a mediana das previsões do Focus para o IPC-Fipe de 2017 passou de 3,00% para 2,99%. Há um mês, estava em R$ 3,25.

No caso da conta corrente, as previsões contidas no Focus para 2017 indicaram déficit de US$ 16,70 bilhões, ante US$ 18,90 bilhões de déficit projetado uma semana antes.

Para 2018, a perspectiva de volume de entradas de investimento direto, de acordo com o Focus, seguiu em US$ 75,00 bilhões - valor igual ao projetado quatro semanas antes. Um mês antes, a mediana das projeções do mercado para o IPC era de 3,05%.

Artigos relacionados