Advogado dos irmãos Batista entra com habeas corpus no STJ

Advogado dos irmãos Batista entra com habeas corpus no STJ

A decisão de caráter liminar foi determinada pela juíza do Tribunal da 3ª Região (TRF-3), Taís Ferracini.

De acordo com a defesa, não há fatos novos na investigação que possam respaldar o pedido de prisão preventiva contra os empresários.

"A própria decisão reconhece a ausência de fato novo apto a justificar a prisão" dos irmãos, afirmou a defesa.

Alegando que a prisão de Joesley e Wesley Batista é "injusta e desnecessária", os advogados dos empresários donos da JBS entraram com pedido de habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ) nesta sexta-feira (15).

A defesa tenta o habeas corpus no processo que apura se os irmãos teriam usado informações privilegiadas para lucrar no mercado financeiro.

Os defensores argumentam ainda que Wesley Batista não teve seu acordo de colaboração premiada suspenso. O advogado Antônio Carlos de Almeida Castro disse que a prisão dos empresários é ilegal e desnecessária. Em sua defesa, Joesley destacou que a conversa com Sauda era "elocubração de bêbados".

Wesley foi preso na manhã de quarta-feira (13) em São Paulo;Joesley cumpria prisão temporária em Brasília por decisão de Edson Fachin, do STF.

Os dois empresários estão presos na carceragem da Polícia Federal em São Paulo, no bairro da Lapa. Joesley também teve prisão preventiva decretada ontem pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), por suspeita de omissão de informações em delação premiada. O crime, conhecido de "insider trading", teria ocorrido entre abril e 17 de maio deste ano.

A Polícia Federal recuperou um e-mail que confirma ter sido de Wesley Batista, principal acionista do Grupo J&F, a ordem para comprar R$ 50 milhões de ações da JBS no mercado. Desde então, policiais federais analisaram documentos, ouviram depoimentos e realizaram perícias, revelando "elementos de prova que indicam o cometimento de crimes e apontam autoria aos dois dirigentes das mencionadas empresas", informou a PF.

Artigos relacionados