18% das casas usam a net do vizinho — Brasil

18% das casas usam a net do vizinho — Brasil

O estudo também revela a desigualdade de acesso à internet entre as classes sociais.

Segundo a TIC Domicílios 2016, que faz um panorama geral da internet no Brasil, uma em cada cinco casas conectadas à internet compartilha a conexão com algum vizinho - falando em números, esse método é utilizado em 18% dos domicílios.

Os padrões de desigualdade revelados pela série histórica da pesquisa persistem e mostra que o Brasil está longe de ser considerado um país conectado: apenas 23% dos domicílios das classes D/E estão conectados à internet, enquanto em áreas rurais esta proporção é de 26%.

Dos 36,7 milhões de lares em que é possível acessar internet, 18% compartilham a conexão com o vizinho. As residências das classes D/E conectadas à internet são 23%, enquanto aquelas em áreas rurais chegam a 26%. "Os resultados indicam maior presença dos acessos móveis nos domicílios brasileiros, que ocorrem principalmente por meio do uso de telefones celulares". Em contrapartida, foi registrada queda no percentual de usuários que acessam a rede por meio de computador: 80% dos usuários em 2014 e 57% dos usuários de Internet em 2016.

A pesquisa TIC Domicílios 2016 aponta que o uso da Internet por indivíduos de 10 anos ou mais passou de 58%, em 2015, para 61%, em 2016.

Segundo os responsáveis pela pesquisa, isso acontece por causa do preço da internet no Brasil.

Já no que diz respeito às atividades on-line, as mais mencionadas continuam sendo o uso da internet para envio de mensagens instantâneas (89%) e uso de redes sociais (78%) - proporções que se mantém estáveis em relação à edição anterior da pesquisa.

Segundo o levantamento, o próprio domicílio continua sendo o principal local de acesso à internet para 92% dos brasileiros e a proporção de usuários que acessam da casa de outra pessoa (amigo, vizinho ou familiar) é de 60%. Outros 70% utilizam a rede 3G ou 4G.

O estudo aponta, ainda, para um avanço significativo de redes 3G e 4G, principalmente em regiões rurais ou isoladas. Essa prática de compartilhamento da conexão é mais comum em domicílios localizados em áreas rurais (30%) e na região Nordeste (28%). Ouvir música on-line é uma atividade realizada por 64% dos usuários de áreas urbanas e 53% de áreas rurais. "Esse é mais um ponto importante para garantir uma plena inclusão digital", completa Barbosa.

A pesquisa foi feita por meio de entrevistas em mais de 23 mil domicílios em todo o país, entre novembro de 2016 e junho de 2017.

Artigos relacionados