Soluções militares contra Coreia do Norte estão prontas, diz Trump

Soluções militares contra Coreia do Norte estão prontas, diz Trump

Donald Trump anunciou, esta sexta-feira, através do Twitter, que tem soluções militares "totalmente instaladas, prontas e carregadas", caso a Coreia do Norte atue de forma "imprudente". Xi Jinping disse que a China preza a visita de Estado do presidente Trump à China neste ano e que as equipes de trabalho dos dois países devem se dedicar para os preparativos. "Os Estados Unidos e as suas tropas vão pagar pelas pesadas sanções, pela pressão e pelas irresponsáveis provocações militares à Coreia do Norte", acrescentou a mesma fonte. A Coreia do Norte recebe quase sempre estes exercícios com uma postura de grande desafio e é possível que tente responder com uma demonstração de força. Ele disse que a Coreia do Norte é uma ameaça, mas "a responsabilidade é de todos".

Mas Trump discorda. Segundo ele, a China, principal sócio econômico da Coreia do Norte, "pode fazer muito mais" para pressionar o seu complicado vizinho, apesar de ter se juntado no sábado passado ao Conselho de Segurança da ONUpara adotar novas sanções contra Pyongyang.

Trump disse ter muita satisfação de conversar de novo com o presidente Xi Jinping.

Os meios de comunicação social norte-coreanos mostraram na quarta-feira imagens de uma mobilização de dezenas de milhares de cidadãos que desfilaram pela praça Kim Il-sung, em Pyongyang, com cartazes em defesa do líder Kim Jong-un e contra o mais recente - e mais duro até à data - pacote de sanções imposto pela ONU contra o país pelos lançamentos de mísseis. Nem Washington, nem Seul, nem Pyongyang aceitaram o plano. Entre os anos 1960 e o início dos anos 1990, algumas centenas destas armas encontravam-se presentes no território sul-coreano, como fator de dissuasão, tendo a sua retirada sido decidida em outubro de 1991 durante a presidência de George Bush, o pai de George W. Bush.

Em um comunicado, Macron manifestou sua "preocupação diante do agravamento da ameaça balística e nuclear proveniente da Coreia do Norte". O que não veio a suceder.

Guam é uma ilha tropical a mais de 3 mil quilómetros do sudeste da Coreia do Norte e é habitada por cerca de 163 mil pessoas.

A chanceler Angela Merkel frisou que não há solução militar para a Coreia do Norte e considerou "a escalada de retórica bélica uma resposta errada".

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse ontem que o líder norte-coreano, Kim Jong Un, vai se "arrepender rapidamente" se continuar com suas ameaças aos territórios norte-americanos e seus aliados, em mais um alerta de que Washington está disposta a agir contra a nação nuclearmente armada.

Artigos relacionados