Operação no Jacarezinho deixa policial civil morto

Operação no Jacarezinho deixa policial civil morto

"Nossa solidariedade à família e aos amigos". A polícia civil oferece uma recompensa de R$ 5 mil a quem der informações que levem à prisão dos envolvidos. Descanse em paz, Guerreiro-Herói: "você viveu e morreu combatendo o bom combate", diz nota da Polícia Civil.

Um policial foi baleado durante operação no Jacarezinho, na Zona Norte do Rio, na noite deste sábado (12). O policial estava sendo atendido no Hospital Geral de Bonsucesso, também na Zona Norte. Neste momento, policiais da Core estão na comunidade e há relatos de tiroteios no Jacarezinho. Nas redes sociais, policiais pedem doação de sangue A+ para o agente. Foram recuperados 38 veículos roubados e também drogas.

Na operação, os agentes também prenderam o maior receptador de carga da região de Manguinhos e do Jacaré, responsável por ficar com todas as cargas roubadas por bandidos que se utilizam de armamento emprestado pelos traficantes.

Segundo relato de moradores, tiros foram ouvidos no início da manhã, quando os agentes entraram nas comunidades.

O inspetor policial, conhecido como Xingu, era considerado um dos maiores atiradores de elite da Polícia Civil, onde estava há sete anos.

Segundo as informações, dos 15 traficantes presos, quatro deles eram gerentes do tráfico que atuavam em diferentes localidades e com grande importância na cadeia criminosa local.

Entre as drogas apreendidas havia tabletes de maconha e cerca de 10 quilos de pasta base de cocaína, além de aproximadamente 15.000 de sacolés de maconha, de crack e de cocaína.

As denúncias podem ser enviadas pelo Whatsapp ou Telegram dos Procurados (21) 98849-6099; pela mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177, pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procurados.org/, ou pelo aplicativo do DD/Rio.

Artigos relacionados