Macron alerta contra 'escalada das tensões — Coreia do Norte

O presidente francês manifestou ainda sua preocupação perante o agravamento da ameaça balística e nuclear procedente da Coreia do Norte, que, em seu julgamento, prejudica "a preservação da paz e da segurança internacional".

O diálogo, segundo fontes do Palácio do Eliseu, tinha como objetivo evitar um aumento da tensão da crise envolvendo o país após a escalada de ameaças entre Washington e Pyongyang. A França é um membro permanente do Conselho de Segurança da ONU, que recentemente aprovou sanções à Coreia do Norte por causa dos testes com mísseis balísticos.

O ministro britânico das Relações Exteriores, Boris Johnson, responsabilizou o regime de Kim Jong-un pela "crise" e garantiu que trabalha com seus sócios para encontrar uma "saída diplomática" para o conflito.

Nos últimos dias, Trump e o regime norte-coreano se envolveram em uma retórica acalorada sobre o programa de armas nucleares da nação asiática.

"Os Estados Unidos, com seus aliados, estão prontos para colocar em prática uma gama completa de medidas diplomáticas, econômicas e militares" para pôr fim à ameaça nuclear norte-coreana, assinala o comunicado.

Artigos relacionados