Incêndios: Três fogos em curso e dois em resolução mobilizam 1.434 operacionais

Incêndios: Três fogos em curso e dois em resolução mobilizam 1.434 operacionais

Uma quinta que acolhe eventos, na localidade de Lamarosa, concelho de Coimbra, foi evacuada "por uma questão de precaução", tendo sido retiradas cerca de 250 pessoas que estavam numa festa de casamento, disse à agência Lusa Patrícia Gaspar.

"Há suspeitas de que haja atuação criminosa", vincou a autarca, considerando que o próprio combate ao fogo foi mais complicado face à necessidade de dispersão dos meios para combater focos de incêndio que iam surgindo "em vários pontos do concelho".

As situações mais problemáticas localizam-se em Coimbra, Tomar, Santo Tirso, Cinfães, Ferreira do Zêzere, Alvaiázere, Cantanhede e Mealhada.

Um outro incêndio deflagrou ao início da madrugada de hoje na localidade de Louriçal do Campo, em Castelo Branco, onde 92 operacionais, apoiados por 28 meios terrestres, combatiam três frentes.

A Câmara de Miranda do Corvo ativou também este sábado o Plano Municipal de Emergência devido ao incêndio "de grandes dimensões" que lavra na freguesia de Semide e que coloca "em risco" diversas casas de cinco aldeias, anunciou a autarquia. A polícia impediu a circulação na A14 e na A3 esta sexta-feira nos dois sentidos, devido à proximidade de dois fogos. À hora de publicação desta notícia, a A14 ainda estava cortada, assim como a circulação na A13, entre Cabaços e Alvaiázere, que foi cortada pelas 22h.

A apoiar os operacionais no combate às chamas encontravam-se 457 viaturas.

Segundo o Exército, estão ainda empenhados no combate aos incêndios 15 pelotões de rescaldo e vigilância pós-incêndio e quatro destacamentos de engenharia, nas regiões de Aldeia do Mato (Abrantes), Paredes (Vila Real), Rio Côvo (Mealhada), Canal Caveira (Grândola), Portunhos (Cantanhede) e Caldas da Felgueira (Nelas).

Artigos relacionados