Governo quer acabar com auxílio-reclusão para presos

Segundo notícia publicada no portal do O Estadão, na coluna dos jornalistas, Andresa Matais e Naira Andrade, governo de Michel Temer quer acabar com auxílio-reclusão, popularmente chamado de bolsa presidiário.

Segundo divulgou a Coluna do Estadão, a medida irá gerar uma economia de R$ 600 milhões no ano que vem e já é defendida por alguns ministros. "Benefício para preso?", diz um ministro.

"Antes de pensar em aumentar impostos devem cortar gastos desnecessários e abusivos... Tem que acabar com a Lei Rouanet, que também alimenta artistas facínoras".

A a possibilidade que uma PEC seja encaminhada ao Congresso para aprovação, mas de já, pode ganhar a simpatia da população.

O governo de Michel Temer estuda acabar com o auxílio-reclusão, que é concedido às famílias de presidiários que contribuem para o INSS.

Artigos relacionados