Gentil Martins: "Ronaldo é um excelente atleta, mas é um estupor moral"

Gentil Martins:

O Bastonário da Ordem do Médicos (OM), Miguel Guimarães, citado pelo jornal on-line Observador, confirmou que "duas médicas já comunicaram que vão fazer queixa na ordem" contra as declarações do médico-cirurgião Gentil Martins ao semanário Expresso. Não vou tratar mal uma pessoa que é homossexual, mas não aceito promovê-la. "Como os sadomasoquistas ou as pessoas que se mutilam". Acrescentou ainda que a homossexualidade é "uma anomalia, um desvio de personalidade".

O bastonário admitiu que as declarações daquele que, segundo o Observador, considera ter sido "o mais virtuoso bastonário" da OM podem ser de facto "ofensivas" para os homossexuais, mas destaca que "enquanto cidadão ele tem direito de as proferir".

O Conselho de Jurisdição vai analisar "o dever dos médicos em ter um comportamento público adequado à dignidade da profissão" e o direito à "liberdade de expressão a que Gentil Martins tem como cidadão". Miguel Guimarães avança ainda que só na segunda-feira é que a direção da Ordem dos Médicos pode tomar uma posição sobre o assunto, quando as denúncias dos médicos forem oficialmente recebidas.

Mas as declarações polémicas de Gentil Martins não se ficam por aqui.

Manifestando-se contra a adoção de crianças por pessoas do mesmo sexo e contra o aborto, o médico católico praticante, foi também bastante crítico em relação a Cristiano Ronaldo, que recorreu a barrigas de aluguer para ter três filhos. "Toda a criança tem direito a ter mãe", afirma o cirurgião, responsável em 1978 pela primeira operação de separação de gémeos siameses em Portugal.

Voltando a Isabel Moreira, a deputada socialista considera que Gentil Martins violou a "responsabilidade que se exige à classe médica" e que os seus "pares" devem estar atentos às violações do código deontológico que estas declarações significam.

Artigos relacionados