Com mudanças, Coritiba tenta embalar em casa contra o Fluminense

Com mudanças, Coritiba tenta embalar em casa contra o Fluminense

Richarlison, com um belo gol, e Léo Pelé, com um chute desviado que enganou o goleiro Wilson, deixaram os visitantes com boa vantagem. Já o Fluminense vem de derrota por 1 a 0 para o Botafogo e soma quatro jogos sem vencer, caindo para a 11ª posição, com 17 pontos. Na quarta-feira, o Coxa enfrenta a Ponte Preta, às 21h, no Moisés Lucarelli. Um dia depois, o clube tricolor recebe o Cruzeiro no estádio Giulite Coutinho, às 19h30. Rodrigo Ramos teve uma chance e parou em Júlio César. O Tricolor foi mais eficiente e ainda contou com erro de pênalti do time paranaense para vencer por 2 a 1. Aos 20 minutos, Frazan cometeu falta do lado direito da sua defesa. Na cobrança, entretanto, Henrique Almeida foi bem devagar para a bola e isolou, chutando muito longe do gol de Júlio César.

Em termos de escalação, Abel Braga fez mistério e disse apenas que vai tentar encontrar a melhor formação. Richarlison, aberto pela esquerda, e Pedro, quase não participavam do jogo.

A equipe paranaense criou outra boa chance aos 22 minutos, quando o lateral Rodrigo Ramos invadiu a área e chutou forte. O time tricolor chutou com perigo, pela primeira vez, aos 25 minutos. Na lateral, Mascarenhas não foi relacionado e Léo deve voltar a ser titular.

O Coxa seguia com o controle da partida, mas encontrava dificuldades para penetrar na defesa carioca. Também, o Coxa marcou mais gols: 51 contra 49. Pela direita, Scarpa cruzou rasteiro e com consciência para Richarlison.

FLUMINENSE: Júlio César; Lucas (Renato), Reginaldo, Nogueira e Mascarenhas; Orejuela, Marlon Freitas e Wendel; Gustavo Scarpa, Richarlison e Henrique Dourado. Wendel recebeu na meia-lua e serviu Léo, à esquerda da grande área. Rodrigo Ramos era vaiado a cada toque na bola.

Na defesa - que só não sofreu gols contra o Avaí nesse Brasileirão -, um desfalque de peso. O zagueiro Wallison Maia sentiu um problema muscular e saiu para a entrada de Thalisson Kelven. No minuto seguinte, o Coritiba marcou. Mas nos acréscimos do primeiro tempo, Henrique Almeida aproveitou cruzamento da direita e deu sobrevida ao Coritiba: 2 a 1. Na volta do intervalo, Abel teve que tirar Nogueira, com dores no tornozelo esquerdo. O lateral Renato entrou no meio e o volante Orejuela foi improvisado na zaga. O time do Fluminense é muito bom, mas depende de nós mesmos para a gente construir nossas vitórias.

Artigos relacionados