Comerciantes com prejuízos de 240 mil euros em balões de S. João

Comerciantes com prejuízos de 240 mil euros em balões de S. João

Lançar balões de São João é este ano proibido, podendo levar a uma multa até aos cinco mil euros por pessoa singular, e a PSP do Porto disse que irá proceder à fiscalização durante os festejos.

O decreto-lei diz, também, que o lançamento de Balões S. João constitui uma contraordenação punível com multas entre os 140 e os 5000 euros, se pessoa singular, e entre 800 e 60.000 mil euros, no caso de pessoas coletivas.

No decurso das festividades, há que tem em atenção para os "perigos resultantes do lançamento dos tradicionais balões de São João para as áreas florestais, residenciais e industriais", lê-se num comunicado da PSP, que solicita "a melhor compreensão e colaboração de todos, no sentido de acatarem as indicações e ordens das forças policiais, especialmente em locais de grande aglomeração de pessoas".

"O valor das coimas está estipulado no decreto-lei 124/2006, de 28 de junho, referente ao Sistema Nacional de Defesa da Floresta contra Incêndios", disse à Lusa fonte oficial do Comando de Braga da PSP.

Fonte do gabinete de imprensa da PSP do Porto explicou hoje à Lusa que face à portaria nº 195/2017, que foi hoje publicada em Diário da República, aquela polícia já realizou operações na cidade de sensibilização para "reforçar o alerta relativamente à proibição do lançamento dos balões com mecha acesa".

Trata-se de "um evento pirotécnico de fogo-de-artifício em que não vão ser lançados foguetes", acrescentou, reiterando que o que a PSP vai fazer é "tentar cumprir o que está legislado a partir de hoje".

O aumento do lançamento de balões para o céu e o seu alcance cada vez maior vai fazer com que o espaço aéreo do Porto tenha de ser encerrado, entre as 21:45 do dia 23 e a 01:00 do dia 24 de Junho, de modo a não colocar os aviões em perigo.

Em Braga, onde também se comemora o São João, a autarquia já avisou que será proibido lançar balões de ar quente.

"A Protecção Civil de Matosinhos vem informar a população para a proibição do lançamento de balões de mecha acesa e de qualquer tipo de foguetes a partir de hoje dia 22 de Junho, data de início do período crítico de incêndio, conforme o disposto na Portaria n.º 195/2017 de 22 de Junho".

A Polícia Municipal de Gaia agendou para sexta-feira um dia de greve, tendo a câmara municipal assegurado não temer "qualquer problema de segurança".

Artigos relacionados