Dezenas de alunos manifestam contra homofobia em escola de Vagos — Vídeo

Dezenas de alunos manifestam contra homofobia em escola de Vagos — Vídeo

Duas alunas deste estabelecimento escolar foram chamadas à direção depois de terem sido vistas por uma funcionária a beijarem-se.

Do outro, está o diretor da escola que, ao JN, explicou que tudo não passou de um grande mal-entendido: "Não houve qualquer repreensão ou crítica à orientação sexual das alunas".

Por uma Escola livre de Homofobia e qualquer tipo de discriminação subscrevam este manifesto, partilhem-no e manifestem-se no dia 5 de junho!

Os alunos protestam assim pela igualdade dos casais homossexuais, visto que casais de heterossexuais não são proibidos de namorar dentro da escola.

Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. "A actuação da Direcção da escola visou especificamente a orientação sexual das alunas", expõem os deputados bloquistas, acrescentando que, "de acordo com relatos de alguns alunos e alunas, a polícia terá sido chamada e os estudantes ameaçados de processo disciplinar". "Caso os factos se confirmem, que medidas e diligências tomou ou irá tomar o Ministério da Educação para salvaguardar o direito das alunas e alunos desta escola a não serem discriminados em função da respetiva orientação sexual?", questionaram deputados socialistas.

Artigos relacionados