Buraco corta trânsito na Avenida de Ceuta

A autêntica cratera que se criou pouco depois das 15 horas terá, além de uma largura assinalável, de quatro a cinco metros, uma profundidade até dez metros.

O Regimento de Sapadores de Bombeiros de Lisboa tem no local três viaturas e 10 homens.

Um buraco de grandes dimensões está a cortar o trânsito na entrada do Eixo Norte-Sul pela avenida de Ceuta.

Fonte da autarquia indicou à Lusa que os trabalhos de reparação "vão prolongar-se até quarta-feira".

Numa nota enviada à agência Lusa, o vereador do PSD na Câmara de Lisboa António Prôa afirma que "o problema da conservação do caneiro de Alcântara é há muito tempo conhecido", sublinhando que, desde 2008, a Câmara "tem pronto" o Plano Geral de Drenagem da cidade, que prevê investimento na rede de saneamento.

O alerta foi dado pelas 15h09, detalham as autoridades.

No local estão meios da PSP, da Polícia Municipal e dos bombeiros, aguardando-se a chegada de elementos a Proteção Civil da Câmara de Lisboa para avaliar a situação.

Quem circula neste sentido da Avenida de Ceuta só consegue chegar até à Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) de Alcântara, tendo depois de seguir para o acesso para Campolide ou inverter a marcha. Quem se desloca da A5 - Autoestrada de Cascais para a Praça de Espanha pode passar, mas o trânsito está condicionado. O trânsito está totalmente cortado no sentido Norte-Sul, onde ocorreu o aluimento, de acordo com fonte da PSP.

O vereador conta ainda que "não houve qualquer dano de qualquer tipo, humano ou material".

Artigos relacionados